domingo, 5 de maio de 2019

Coluna da Aurora Elisa - Crônicas Tóxicas (DOMINGO 05.05.2019)

Mês de abril foi bem cheio de atividades para dar conta, por isso não estivemos tão presente em palavras, mas em pensamentos...ai ai ai! Como pensamos e como observamos os fatos da vida tóxica de cada dia, né?

Quantos meios de transporte alguém pode utilizar em um único dia? Nunca se perguntou sobre essa variável? Pois eu vi isso acontecer com meu namorado, acreditem se quiser! Ele foi fazer um curso em São Paulo e por lá, já se comporta como um bom paulistano, usando metrô e trem a torto e a direito. No dia da volta para São Luís (MA) ele se recusou a pagar os R$ 70,00 de Uber para o aeroporto de Guarulhos e resolveu fazer um belo itinerário utilizando transporte público: 

* do hotel onde estava em Higienópolis, ele pegou o metrô na estação Higienópolis até chegar à estação Tatuapé (gastou R$ 4,30);
* na estação Tatuapé ele desceu e pegou o ônibus da linha 257 que leva até o aeroporto de Guarulhos (pagou R$ 6,45). 

Gente, não é o máximo como ele economizou?! Fora que ele adorou a experiência e disse que vai ensinar todo mundo a fazer isso (já ensinei por aqui, desculpaê). Pois muito bem. Voltou de avião pra São Luís e um amigo dele, o Duarte, foi buscá-lo num carro todo esculhambado: um Vectra 1998. E por aí vocês tiram o desespero do meu namorado, que achou que o pior podia acontecer. E aconteceu.

O Vectra não estava passando todas as marchas e no meio do caminho, pifou. Ele desceu do carro com mochila e malinha e, além de dar um carão no Duarte resolveu pedir um Uber pra chegar em casa. Nem sei dizer qual foi a moral da história, além de ele não ter tido como fugir do Uber, mas só consegui ver o legal dessa variedade de meios de transporte em um ÚNICO dia: metrô, ônibus, avião e carro. E com direito a táxi no final ;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário